DIFERENTES DOSADORES DE SEMENTES E VELOCIDADES DE DESLOCAMENTO NA SEMEADURA DO MILHO EM PLANTIO DIRETO

Eduardo Leonel Bottega, Thiago Vian, Naiara Guerra, Antonio Mendes de Oliveira Neto

Resumo


A uniformidade de distribuição de sementes no solo e a velocidade de semeadura estão diretamente relacionadas à qualidade de implantação de uma lavoura e, consequentemente, com sua produtividade. Este trabalho objetivou avaliar o desempenho de duas semeadoras-adubadoras equipadas com diferentes mecanismos dosadores de sementes (disco horizontal perfurado e sistema pneumático) em três velocidades de semeadura (4, 6 e 8 km h-1) na implantação de uma lavoura de milho em sistema de plantio direto. O experimento foi conduzido na Fazenda Agropecuária Tramujas, localizada no município de Luiziana – PR. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso, em esquema fatorial 3x2 (três velocidades de deslocamento e dois sistemas dosadores de sementes), com quatro repetições. Foram avaliados o índice de velocidade de emergência de plântulas (IVE) através do acompanhamento da emergência destas e a distribuição longitudinal de sementes por meio da verificação do espaçamento entre plântulas na linha de semeadura (falho, aceitável e múltiplo). A utilização do dosador pneumático resultou em melhor formação de estande, diminuindo os espaçamentos falhos e duplos e favorecendo a velocidade de emergência de plântulas. O aumento na velocidade de deslocamento do conjunto ocasionou falhas na distribuição longitudinal de sementes, aumentando a ocorrência de espaçamentos falhos e duplos.


Palavras-chave


Zea mays, distribuição de sementes, estande de plantas, velocidade de emergência

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Projeto de norma 04:015.06-007: semeadora - semeadora-adubadora - ensaios de campo - método de ensaio. São Paulo, 1995. 12 p.

BOTTEGA, E.L.; BRAIDO, R.; PIAZZETTA, H.V.L.; OLIVEIRA NETO, A.M.; GUERRA, N. Efeitos da profundidade e velocidade de semeadura na implantação da cultura do milho. Pesquisa Agropecuária Pernambucana, Recife, v.19, n.2, p.74-78, jul./dez. 2014.

CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira de grãos: Décimo segundo levantamento - Safra 2014/15, v.2 n.12, Brasília, p. 1-134, set. 2015.

DAMBRÓS, R.M. Avaliação do desempenho de semeadoras-adubadoras de milho com diferentes mecanismos dosadores. 1998. 86 f. Dissertação (Mestrado em Máquinas Agrícolas) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998.

DIAS, V.O.D.; ALONÇO, A.S.; BAUMHARDT, U.B.; BONOTTO, G.J. Distribuição de sementes de milho e soja em função da velocidade e densidade de semeadura. Ciência Rural, Santa Maria, v.39, n.6, p.1721-1728, set, 2009.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisas de Solos (Rio de Janeiro, RJ). Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 2. ed. Brasília: Embrapa Produção da Informação; Rio de Janeiro: Embrapa Solos, p.412, 2005.

FAGANELLO, A.; SATTLER, A.; PORTELA, J.A. A eficiência de semeadoras na emergência de plântulas de milho (Zea mays L.) sob o sistema de plantio direto. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 27. 1998. Poços de Caldas. Anais... Poços de Caldas: Sociedade Brasileira de Engenharia Agrícola, 1998. p. 229-231.

GARCIA, L.C.; JASPER, R.; JASPER, M.; FORNARI, A.J.; BLUM, J. Influência da velocidade de deslocamento na semeadura do milho. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.26, n.2, p.520-527, maio/ago, 2006.

IAPAR. INSTITUTO AGRONÔMICO DO PARANÁ. Cartas climáticas do Paraná. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2011.

KLEIN, V.A.; SIOTA, T.A.; ANESI, A.L.; BARBOSA, R. Efeito da velocidade na semeadura direta da soja. Engenharia Agrícola, v. 22, n. 1, p. 75-82, 2002.

LIU, W.; TOLLENAAR, M.; STEWART, G.; DEEN, W. Impact of planter type, planting speed, and tillage on stand uniformity and yield of corn. Agronomy Journal, n.96, p.1668–1672, 2004.

MAHL, D.; GAMERO, C.A.; BENEZ, S.H.; FURLANI, C.E.A.; SILVA, A.R.B. Demanda energética e eficiência da distribuição de sementes de milho sob variação de velocidade e condição de solo. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.24, n.1, p.150-157, jan./abr. 2004.

MAGUIRE, J.D. Speed of germination-aind in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, v.2, p.176-177, 1962.

MELLO, L. M. M.; SILVA, R. P.; LOPES, A.; FURLANI, C.E.A.; BORSATTO, E.A. Distribuição de sementes e produtividade de grãos da cultura do milho em função da velocidade de semeadura e tipos de dosadores. Engenharia Agrícola, v.23, n.3, p.563-567, 2003.

MELLO, A.J.R.; FURLANI, C.E.A.; SILVA, R.P.; LOPES, A.; BORSATTO, E.A. Produtividade de híbridos de milho em função da velocidade de semeadura. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 27, n. 2, p. 479-486, maio-ago. 2007.

PINHEIRO NETO, R.; LUCCA E BRACCINI, A.; SCAPIM, C. A.; BORTOLOTTO, V. C.; PINHEIRO, A. C. Desempenho de mecanismos dosadores de sementes em diferentes velocidades e condições de cobertura do solo. Acta Scientiarum. Agronomy. Maringá, v. 30, supl., p. 611-617, 2008.

OLIVEIRA, L.G.; TAVARES, C.A.; GRIGGIO, A.; DELAI, M.; JUNG, R.; BITENCOURT, R.; SILVA, S.L.; SILVA, T.R.B. Distribuição longitudinal de sementes de milho em função do tipo de dosador de sementes e velocidade de deslocamento. Cultivando o Saber, Cascavel, v.2, n.1, p.140-146, 2009.

REIS, E.F.; SHAEFR, C.E.G.R.; FERNANDES, H.C.; NAIME, J.M.; ARAUJO, E.F. Densidade do Solo no Ambiente Solo-Semente e Velocidade de Emergência em Sistema de Semeadura de Milho. Revista Brasileira de Ciências do Solo, Viçosa, v.30, p.777-786, 2006.

VALE, W.G.; GARCIA, R.F.; CORRÊA JÚNIOR, D.; GRAVINA, G.A. KLAVER, P.P.C.; VASCONCELOS JÚNIOR, J.F.S. Influência da velocidade de deslocamento no desempenho de uma semeadora-adubadora direta. Global Science and Technology, v. 03, n. 03, p.67– 74, set/dez. 2010.

VIGANÓ, J. P.; TAVARES, C. A.; FORALOSSO, A. A.; BITENCOURT, R.; DUARTH, M.; SONCELA, R.; SILVA, T. R. B.; SILVA, S. L.; PRIMO, M.A. Velocidade de emergência na cultura do milho em função da velocidade de deslocamento e mecanismos sulcadores. Cultivando o Saber, Cascavel, v.1, n.1, p. 7-16, 2008.

VILLIERS, T.A. Ageing and longevity of seeds in field conditions. In: HEYDECKER, W. (Ed.). Seed Ecology. London: The Pennsylvania State University Press, p.265-288, 1973.




DOI: https://doi.org/10.12661/pap.2017.014

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Pesquisa Agropecuária Pernambucana
ISSN 0100-8501 (impresso)
ISSN 2446-8053 (online)


Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA)
Av. General San Martin, 1371
Bongi, Recife, PE, CEP 50761-000
revista.pap@ipa.br