Alteração bioquímica e enzimática em porta-enxertos de videira sob diferentes fontes de nitrogênio.

Alessandro Carlos Mesquita, Jadson Patrick Santana de Moraes, Vanuza de Souza, Kaline Mendes Ferreira, Luan David Alcantara Campos, Daniel Amorim Vieira

Resumo


A cultura da videira tem grande importância socioeconômica para o submédio São Francisco, necessitando de um manejo adequado da adubação e irrigação, associado com mudas de excelente qualidade. O porta enxerto exerce uma função primordial nesse processo, absorvendo água e nutrientes, que serão transcolados para cultivar copa a fim de obter uma produtividade elevada e com frutos de melhor qualidade. Dessa forma, este trabalho teve como objetivo avaliar o comportamento fisiológico/ bioquímico de porta-enxertos, submetidos a diferentes fontes de nitrogênio. O trabalho foi conduzido na área experimental da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), sendo utilizado o delineamento experimental em blocos ao acaso, em esquema fatorial 3 x 2 (porta-enxerto versus fontes de nitrogênio), com 6 repetições. Os resultados permitiram concluir que a aplicação de nitrato de cálcio, proporcionou à porta-enxerto Harmony, maiores valores de proteína total, e o porta-enxerto SO4 apresentou resultados similares com a aplicação de uréia. O porta-enxerto SO4 adubado com uréia apresenta valores quantitativamente superiores para a concentração de sacarose, quando comparado com demais. A atividade da enzima redutase do nitrato ocorre preferencialmente no tecido vegetal foliar, independente da fonte de nitrogênio.


Palavras-chave


análise bioquímica, redutase do nitrato, Thompson Seedless.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12661/e1931232018

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Pesquisa Agropecuária Pernambucana
ISSN 0100-8501 (impresso)
ISSN 2446-8053 (online)


Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA)
Av. General San Martin, 1371
Bongi, Recife, PE, CEP 50761-000
revista.pap@ipa.br